Devaneios Literários – pensamentos da Danne

 

Recentemente,  eu me vi parada nas leituras pensei que fosse algum tipo de “amnésia literária” ou “bloqueio literário”, foi uma parada como quem caminha e perde o rumo, de repente está sentado em algum banco e não reconhece o caminho por onde andou.  Se encontra perdido em meio às linhas de um livro, o que li não se fixou! E você volta para as primeiras páginas, não reconhece o que foi lido e tem que começar tudo de novo. Será que o cérebro cansou da leitura? Ou o livro que está lendo não lhe trouxe nenhuma significância?

Não sei ao certo porque isso acontece, apenas te desencanta. São as interminantes vontades humanas de querer ler aquilo no qual se identifica. É bem provável que seja essa multiplicidade de autores e as leituras desafiadoras que te levam para uma viagem inúmeras e inconstantes vezes, ora compreensíveis ora incompreensíveis, por talvez não se encontrar numa dessas leituras distópicas e tão voltada ao imaginário literário que até mesmo desagrada.

O que eu sou afinal? Alguma especialista em literatura? Um ser humano que ao ler se volta para dentro do livro e vive o que cada personagem vivencia. Que se vê às voltas de um mundo novo e que na verdade quer para si um pouco de conhecimento de cada livro, filtrando nas entrelinhas os aprendizados que se pode ter. Uma guardadora de palavras. E em meio a todo este simples devaneio me vejo sonhando e utilizando das palavras que estão sendo disponibilizadas – como leitora vivencio de uma maneira lúdica a história que está nas minhas mãos.

Às vezes eu sou a heroína de uma história romântica que vive em 1800 e se vê numa sociedade onde os valores são totalmente diferentes daqueles que vive. Vivendo a busca constante de um amor que está as portas, não podendo se desmanchar de amor e prazer pelo simples fato de ser de uma outra época longínqua.

Por vezes sou a heroína de um mundo imaginário em que um leão é a figura principal e em seu mundo acontece às coisas mais mágicas que se pode acontecer. Eu viajo a cavalo ou no navio, visito mares e terras inabitáveis, em que os animais falam e as criaturas aquelas que jamais pensei em ver estão ao meu lado guerreando para proteger seu mundo.

Outras vezes, vejo-me como aquela mulher que luta, investiga e se surpreende com as mentiras e a vida que cada pessoa esconde por trás de suas misérias superficiais. Vejo-me com a arma na mão numa corrida implacável para vencer o bandido e superar todos os medos que estão assolados à frente.

Por outro lado, sou a poetiza que ao olhar o pôr-do-sol vislumbra algo mais que a simplicidade dos olhos comuns, que não deixa passar uma alma trausente sem antes pensar na sua alma desabita de um mundo carente de esperanças, fé, amor e sorrisos. Que em tudo vê palavras sendo sacrificadas até mesmo em um burburinho. Que barqueja por esta vida tentando encontrar versos na tristeza e no amor e no mais profundo dos pensamentos. Que grita no contentamento e se desdobra no conhecimento.

Por que afinal o bloqueio assola esta natureza, que sonha e se vê em vários mundos habitados por heróis e heroínas?

Provavelmente, por escolher o livro errado, não o livro que o coração não ansiava ler no momento e que um certo desafio lhe impôs!

Um abraço

Daniela Corrêa

Anúncios

15 comentários sobre “Devaneios Literários – pensamentos da Danne

  1. Lilian Farias disse:

    Caraca, me vi representada em seu texto. O mesmo acontece comigo, às vezes, demoro para pegar outro livro e fico na pressão, às vezes, confundo minha relação com a leitura, se sou especialista ou a moça que viaja nas palavras, enfim, acho que hoje, seu texto me traduziu!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Suzi Gomes disse:

    Ola, seu texto traduziu bem o que sinto, eu leio poucos livros e isso por inumeros motivos, mas qnd pego um livro que não me encanta parece que travo, perco a vontade de ler outro rs e eu sou chata e exigente, se o livro nao me conquista nos primeiros 10 capítulos ou até menos… eu paro de ler, não tenho paciência. E procuro sempre os generos que gosto,me afundo nas historias e me apego aos personagens como se os conhecesse kkk
    Ler é bom, mas ás vezes é preciso dar um tempo. Bjin

    http://www.somandoconhecimento.com

    Curtir

  3. Débora Costa disse:

    Eu sempre tive essa teoria de que eu não escolho os livros que eu leio, e sim eles que me escolhem. Claro, eu tenho as minhas próprias preferências literárias por ai, e alguns livros simplesmente não nos conquistam tantos quanto outros, e acho super justo que um leitor simplesmente siga em frente de um livro que ache ruim.

    http://laoliphant.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

  4. Lunna Marcela A. Campos disse:

    Olá Dani, que lindo texto amiga e eu acho que pelo menos a maioria já passamos por isso, eu noto muita pressão em cima especialmente do blogueiro, eu sinceramente não aguento e adoeço logo, pq somatizo tudo e a imunidade cai kkkkk parece que to comentando um post diferente mas é isso mesmo.. temos que ter um tempo para digerir a leitura , deixar ela assentar dentro de nós, eu se não me der este tempo além de bloqueio ainda adoeço.. bjs amiga
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s